sexta-feira, 27 de setembro de 2013

A leitura do voto local


Por uma vez, concordo com o arquitecto Saraiva: claro que vai haver leitura nacional dos resultados locais. Vai haver, mas não devia. Agora e sempre. O argumento maior é que, de facto, condiciona muita gente, que acaba por não votar no candidato e programa preferidos para o seu concelho, com medo que a intenção e desejo, nele impressos, sejam usurpados. O meu voto, livre, que não sirva para nada mais do que dar força ao programa e seu(s) protagonista(s) que me parecem, hoje, melhor servirem o meu concelho. Tudo o resto estará a mais e será ilegítimo.


Sem comentários:

Enviar um comentário