segunda-feira, 30 de setembro de 2013

A noite eleitoral do PSD


Uma onda gigantesca que muito levou, mas com alguns diques (específicos) que não permitiram inundações em todas as localidades. Algumas zonas de morfologia impossível de ser alagada, viram-se transformadas, apesar de tudo com surpresa, em zona sem bandeira verde, porque a incúria e negligência, a arrogância e impreparação foram muitas e, como se sabe, a política tem horror ao vazio. De ideias, de propósitos, de discurso, de listas, de tudo.
Quanto a Passos Coelho, bem pode pretender-se sacrificado no altar da pátria e indiferente a resultados, que vai a caminho de, de uma só cajadada, arrasar pátria e partido.
 
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário