segunda-feira, 14 de outubro de 2013

O cúmulo do cavalheirismo político



"Ainda que o seu trabalho [o trabalho de Milton Friedman] pioneiro sobre os determinantes do consumo lhe tenha valido, merecidamente, o Prémio Nobel..."

Joseph Stiglitz, O preço da desigualdade, p.344.


P.S.: ou como um vigoroso e contundente contraditório, com os adversários, na batalha de ideias, não tem que suprimir a inteligência, a honestidade intelectual e o reconhecimento do valor do outro. Como se imagina, e de resto fica patente ao longo da obra, Stiglitz está nos antípodas de Friedman em várias das concepções sobre mercados livres e intervenção estatal, mas nem isso cega o Nobel de 2001, a ponto de negar os méritos do autor com o qual dialoga. Visto pelo prisma inverso, o respeito e consideração pelo pensamento, trabalho e/ou biografia do outro em nada contende com uma severa crítica intelectual às elaborações por si produzidas. Enfim, lições que me parece que por cá podiam ser atendidas com maior frequência.




Sem comentários:

Enviar um comentário