sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Alfabetos


Como muitos outros grandes livros, OTTSY E DETI [PAIS E FILHOS] (1862), obra-prima de Turguéniev e da literatura mundial, teve a sorte e o azar de ser identificado com um motivo preciso, quase uma fórmula (...) Pais e Filhos está ligado (...) ao niilismo; é o romance que tornou de domínio público o próprio termo «niilistas», com que são designados o protagonista Bazarov e o seu amigo Arkadi.

Claudio Magris, Alfabetos, Quetzal, Lisboa, 2013, p. 128.





Sem comentários:

Enviar um comentário