quinta-feira, 6 de março de 2014

I Guerra Mundial: culpados/responsáveis


É provável que a procura dos responsáveis nunca termine e, pessoalmente, sustento que algumas potências e os seus dirigentes foram mais culpados do que outros. Parece-me que a maior responsabilidade é imputável à determinação insensata da Áustria-Hungria em destruir a Sérvia em 1914, à decisão da Alemanha no sentido de a apoiar totalmente e à impaciência da Rússia por mobilizar. Nem a França nem a Grã-Bretanha queriam a guerra, embora seja possível afirmar que poderiam ter-se esforçado mais para a impedir.


Margaret MacMillan, A guerra que acabou com a paz, p.33.


Sem comentários:

Enviar um comentário