domingo, 13 de abril de 2014

Estratégia, diplomacia, futuro


O NOVO MAPA DE PORTUGAL


Portugal será tanto mais forte e importante na Europa quanto mais conseguir sê-lo fora dela. Quer dizer, quanto mais pontes/relações (privilegiadas) permitir, através de si, à Europa estabelecer (com outras partes do mundo). Como a Portugal, a Europa é essencial, não pode descurar alianças fora dela. Diferenciador específico português na Europa, a história de relações muito boas com o mundo asiático, Japão, Malásia, Índia, China. Um regressar a esses portos faria todo o sentido. E que tal conseguir um novo investimento no sector automóvel, para além do da Volkswagen, precisamente advindo do mundo asiático? O que não podemos permitir, na defesa da nossa soberania e em visão estratégica, é que Espanha usurpe, conscientemente ou não, o lugar nosso por excelência no relacionamento com a América do Sul e o Brasil em particular. Avisos e propostas de José Manuel Félix Ribeiro, em A economia de uma nação rebelde.


Sem comentários:

Enviar um comentário