domingo, 9 de abril de 2017

Viagens de finalistas (adolescentes)


Sobre as viagens de finalistas do Secundário, Ana Vasconcelos, pedo-psiquiatra, hoje ao DN:

Bem, a maior parte deles ainda não tem 18 anos, são menores. Por outro lado, esta é a forma que encontram de extravasar as tensões que têm ao longo de um ano que é muito importante; o 12º ano é um projecto de vida. Mas o que acaba por acontecer é que estas viagens para o Sul de Espanha são viagens de deboche, destinadas a deixá-los numa excitação permanente. A indústria do turismo também é responsável. Tenho ouvido relatos de miúdos a dizerem que as agências de viagens chegam a colocar sete e oito alunos num quarto. (...) Acredito que muitos virão revoltados por terem sido expulsos. Penso que o melhor será os pais ensinarem-nos a comportarem-se como turistas quando estão noutro país. Mas os pais devem fazer um bom exame da situação e colocarem-se na posição dos espanhóis perante os estragos que os seus filhos causaram. (...) Os pais deveriam repensar sim, e arranjar viagens de finalistas com outro cariz, daquelas que ficam na memória dos estudantes. Porque a excitação permanente dos miúdos nestas viagens advém apenas de muito álcool e sexo. [Então os pais devem ser duros com os filhos?] Não é serem duros ou repressivos mas têm de impor limites. E também terão de funcionar como uma bússola empática com os filhos, tentarem perceber que os jovens se sentem encurralados no 12º ano, alguns em àreas que não correspondem às suas aspirações, e que depois se desforram com este tipo de comportamentos. As atitudes de beber e fumar demais, seja onde for, são acting out dos jovens e deviam funcionar como avisos sérios para os pais e encarregados de educação.

peça de Rute Botelho, DN, 09/04/17, p.35

P.S. Em 2010 e 2012 mortes de adolescentes, em quedas de varandas, em Lloret del Mar. Quatro alunos foram detidos, por distúrbios, em Palma de Maiorca, em 2006, numa noite de destruição que causou prejuízos de 50 mil euros. Vidros e portas partidas, mesas e televisores atirados pelas janelas. Em 2007, uma aluna foi violada em Lloret del Mar, encontrada seminua e inconsciente.

Sem comentários:

Enviar um comentário