domingo, 25 de fevereiro de 2018

O que é ser bom professor?

Resultado de imagem para professor


Há professores para quem ensinar é mais do que simplesmente um emprego e uma dor de cabeça. Passar conhecimento é das melhores coisas que um ser humano deve fazer, e sei que há professores que o fazem com paixão. O professor deve ser uma pessoa que nos marca para a vida, nos abre portas e, de certa maneira, nos dá uma pista sobre o que é, eventualmente, o próprio sentido da vida.

Nuno Markl, radialista


Quando olho para trás e vejo o conjunto de professores que fez de mim muito daquilo que sou, tenho a noção de que gostei sempre mais daquele professor que, diante da criança rebelde, a tornava competente, sem lhe restringir a rebeldia. Tenho uma profunda admiração por quem lhe ensina as regras de aprendizagem social e é capaz de lhe transformar a desobediência em dissidência crítica. Gosto imenso daquele professor que, perante a matéria, não se preocupa em dá-la, mas sobretudo com que os alunos a recebam.

Laborinho Lúcio, magistrado e ex-ministro da Justiça


A professora de Francês Teresa Belo era uma mulher extraordinária, culta, com um espírito aberto e livre. Uma mulher que identificava e multiplicava os talentos dos alunos, e isso enchia-nos de confiança. Houve outro mestre, que não era professor: o meu treinador de basquetebol, Vítor Hugo, usou uma pedagogia extraordinária, não só para o desporto mas também para a vida - foi a primeira pessoa a dizer-me que talvez pudesse ser jornalista. Eu tinha só 16 anos e ele acertou. Estas pessoas que nos marcam, nos orientam, que olham para nós e vêem mais do que conseguimos ver sobre nós próprios, enchem-nos de confiança.

Laurinda Alves, cronista


Na primária, a professora Guilhermina foi o motor para tudo o que adviria. Na escola Secundária, a professora Rute Ramires, com quem ainda hoje mantenho contacto, foi uma presença constante na minha vida académica, muito atenta - um papel importante que os professores têm por serem mais próximos do que alguns familiares. Foram professoras que perceberam que eu era muito comunicativa, que queria fazer muita coisa e que me alertaram para eu não me dispersar.

Fernanda Serrano, actriz


No quarto ano, com a professora Eulália, lembro-me de acabar todas as aulas a cantar, algo que nunca tinha visto e que me marcou. Também as minhas três professoras de Educação Física da Escola Ramalho Ortigão me marcaram imenso pela forma paternal com que nos educavam. No contexto de bairros sociais, em que o apetite pelo estudo não era muito grande, elas conseguiram cativar turmas complexas, de forma carinhosa e ao mesmo tempo responsável e divertida.

João Vieira Pinto, ex-futebolista e dirigente federativo


A minha primeira referência é a professora da segunda à quarta classe, Gabriela Roldão, de quem sou hoje amigo...no facebook. Foi absolutamente estruturante, numa fase muito importante da minha vida, e da vida de todas as crianças - pois há muita coisa da personalidade das pessoas que se constrói nessa altura. Ela foi essencial, não só para os básicos, como ler, escrever e contar, mas também para o resto: a formação cívica, a passagem de valores, e é a isso que associo a nobreza da profissão de professor. É alguém que passa mais do que só a matéria.

Pedro Ribeiro, diretor da Rádio Comercial


depoimentos recolhidos por Sónia Calheiros e reproduzidos na Visão nº1303, de 22/02 a 28/02 de 2018, pp.70-71.

Sem comentários:

Enviar um comentário