quarta-feira, 14 de março de 2018

Introvertidos/Extrovertidos


Sou uma pessoa mais propensa a relações íntimas ou amplas? Há muitíssimas classificações da personalidade. Dividimos o mundo - do modo mais simples, desde a Antiguidade - ao meio, entre introvertidos e extrovertidos
Os introvertidos costumam ter poucas relações, muito profundas, habitualmente reflexivas. Segundo determinado ponto de visto, os extrovertidos são mais activos, mais vivos; têm uma diversidade de relações e, precisamente no campo relacional, talvez sejam menos fiéis do que os introvertidos.
Contudo, essa é apenas uma das inúmeras classificações possíveis. 
Certamente, cada um de nós tem determinada propensão mais num sentido do que noutro, no entanto, também pode desenvolver a outra propensão porque - afirma-o hoje a própria neuropsicologia - as ligações possíveis entre os neurónios crescem continuamente e, por isso, podemos sempre renovar-nos, crescer, inclusive no contexto relacional

Enrica Fusaro, docente na Universidade de Turim e na Faculdade de Medicina e Cirurgia «A.Gemelli», psicoterapeuta, analista didata propedêutica da SIP, formadora e supervisora na Escola Adleriana de Psicoterapia, em Paolo Scquizzato (org.), O engano das ilusões. Os sete pecados capitais entre espiritualidade e psicologia, Paulinas, Prior Velho, 2018, pp.41-42.

Sem comentários:

Enviar um comentário