quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Homenagem, peregrinação, memória





Posto de vigia e controlo em Auschwitz I; portão de entrada no campo de concentração de Auschwitz I, com a célebre e sinistra inscrição Arbeit macht frei (o trabalho liberta); fotografia do desembarque de prisioneiros, momento no qual se procedia, de imediato, à separação das pessoas (desde logo, por sexo, mas não apenas); foto na qual se observa um quadro com gravura feita por prisioneiro em Auschwitz que, sobrevivente, retratou assim o momento em que oficiais nazis, que quase sempre falam exclusivamente alemão, davam ordens, chamando um dos prisioneiros para traduzir; cinzas que perduram dos que foram feitos prisioneiros em Auschwitz e ali sucumbiram ao mal extremo.


Sem comentários:

Enviar um comentário